PIS/Pasep: veja quem vai receber o abono em 2022

O abono salarial PIS/Pasep foi adiado para 2022 o que vem criando uma expectativa no trabalhador que deseja sacar o dinheiro. Isso porque, até o ano passado, o PIS/Pasep era liberado no mês de julho. Porém, em 2021, isso não aconteceu, depois que foi decidido que o pagamento do ano-base 2020 seria pago no ano que vem.

Segundo informações o pagamento será realizado a partir de fevereiro a dezembro de 2022 para todos trabalhadores que cumprirem os requisitos do benefício.

Haverá mudanças no pagamento do abono salarial no ano que vem, quando seu início não será mais no segundo semestre e sim no primeiro semestre, desta forma, o pagamento deverá ocorrer sempre no mesmo ano calendário para todos os trabalhadores. Sendo entre janeiro e dezembro do mesmo ano.

O pagamento iniciará em janeiro a dezembro de cada exercício, aos trabalhadores identificados com base nas informações que são prestadas pelas empresas, no ano anterior.

Em 2022, o PIS/Pasep pagará até um salário mínimo vigente (a previsão que o salário no ano que vem seja de R$ 1.192,40).

Lembrando que o valor a ser pago vai depender do tempo trabalhado: quem trabalhou o ano todo receberá um salário mínimo, para quem trabalhou por um período menor, receberá o benefício proporcional.

Quem tem direito ao abono salarial?

Para receber o PIS/Pasep, o trabalhador precisará estar inscrito no Programa de Integração Social (PIS) há cinco anos ou mais, ter recebido uma remuneração de até dois salários mínimos no ano de 2020, e ter trabalhado de carteira assinada por pelo menos 30 dias no ano passado.

Outro detalhe, é necessário que a empresa tenha enviado corretamente as informações dos trabalhadores na RAIS (Relação Anual de Informações Sociais).

Como Consultar o PIS/Pasep?

O trabalhador com carteira assinada, poderá consultar o PIS por meio do aplicativo Caixa Trabalhador, no site da Caixa Econômica Federal ou ligar para o telefone 0800 726 0207.

Os servidores públicos recebem o Pasep e sua consulta pode ser feita através dos telefones 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas), 0800 729 0001 (demais cidades). Os deficientes auditivos podem ligar para o telefone 0800 229 008.

Fonte: Jornal Contábil

Rolar para cima